Home / Publicações / Meet the Law - Encerramento das Escolas & Faltas...

Meet the Law - Encerramento das Escolas & Faltas Justificadas

Após o Conselho de Ministros, de 21 de janeiro de 2021, foram anunciadas novas medidas com vista à contenção da propagação da COVID-19, tais como, a suspensão das atividades letivas e não letivas presenciais em estabelecimento escolar ou equipamento social de apoio à primeira infância ou deficiência, já a partir de sexta-feira, dia 22 de janeiro de 2021.

Consequentemente, vai ser reativada a medida de apoio excecional à família, a produzir efeitos também a partir do dia 22 de janeiro.

O referido apoio excecional encontra-se ainda por regulamentar. No entanto, deverá acontecer num futuro próximo, podendo desde já adiantar-se o seguinte:

A quem é que se aplica o apoio?

O apoio aplica-se aos pais que tenham de prestar assistência inadiável a filhos ou outros dependentes a cargo que sejam menores de 12 anos, ou, no caso de assistência a filhos ou dependentes com deficiência/doença crónica, sem limite de idade, em virtude da suspensão das atividades letivas e não letivas presenciais.

Este apoio é aplicável aos trabalhadores em teletrabalho?

Não, os trabalhadores que se encontrem a prestar a sua atividade em teletrabalho não têm direito ao apoio. Bem assim, caso um dos progenitores se encontre em teletrabalho, o outro não poderá receber o apoio.

Os dois progenitores podem receber o apoio em simultâneo?

Não e apenas existe lugar ao pagamento de um apoio, independentemente do número de filhos ou dependentes a cargo.

Em que é que consiste o apoio?

Consiste num apoio financeiro excecional concedido aos trabalhadores num valor total igual de 2/3 da sua retribuição base.

O apoio está sujeito a algum limite?

Sim, o apoio tem por limite mínimo 1 remuneração mínima mensal garantida (“RMMG”), no valor de EUR 665,00 (seiscentos e sessenta e cinco euros) e por limite máximo 3 x RMMG, no valor de EUR 1.995,00 (mil novecentos e noventa e cinco euros).

Quem é que paga o apoio?

O apoio é pago na sua totalidade pela entidade empregadora. No entanto é assegurado em partes iguais pela mesma e pela Segurança Social.

Qual é a forma de acesso?

Para beneficiar do apoio os pais devem preencher a declaração Modelo GF88-DGSS, disponível no site da segurança social e remetê-la à entidade empregadora.

De notar que, a declaração serve igualmente para justificar as faltas ao trabalho.

Autores

Retrato de Susana Afonso
Susana Afonso
Sócia
Lisboa
Retrato de Sofia Mateus
Sofia Mateus
Sócia
Lisboa
Retrato de Mafalda Alves da Silva
Mafalda Alves da Silva
Associada Sénior
Lisboa
Retrato de Tiago de Magalhães
Tiago de Magalhães
Associado Sénior
Lisboa
Retrato de Carlota Januário
Carlota Januário
Associada
Lisboa
Mostrar mais Mostrar menos